Buscar

Academicos Atuais

Usuários Online

Nº 04 - (PATRONO) ADOLFO CIRNE

 

    ADOLFO Tácito da Costa CIRNE : Nasceu na cidade de Bananeiras (Pb), no dia 24 de agosto de 1855 e faleceu no dia 21 de junho de 1922. De origem modesta, mas com muito desprendimento, Adolfo Cirne transpôs todas as dificuldades que o destino lhe apresentara e conseguiu realizar o sonho de menino pobre e estudioso que desejava vencer na vida, bacharelando-se em Direito pela Faculdade do Recife, em 1876.

    Depois de formado, teve os seus méritos reconhecidos pelo Governador do Estado que o nomeou Promotor Público da cidade de Alagoa Grande, cargo que logo abandonou ao sentir a limitação do meio que o cercava. Voltou ao Recife atraído pela movimentação cultural da cidade o que fazia bem ao seu espírito e a sua inteligência. Dedicou-se ao magistério e ao estudo do Direito; através de concurso , foi nomeado professor substituto da Faculdade de Direito e, logo a seguir, passou a catedrático da Cadeira de Direito Civil.

    “Palavra fácil, estilo sóbrio, singular aptidão para transmitir com clareza e beleza o seu pensamento, o velho Cirne, como costumavam chamar os seus companheiros, é um marco no ensino do Direito Civil, no Nordeste”.(In: Elogio a Adolfo Cirne, Mário Moacyr Porto, Rev. da APL, p70). Adolfo Cirne não deixou uma produção literária numerosa, conhecendo-se, apenas, um trabalho de sua autoria, publicado em 1896, intitulado:Os civilistas e o Direito Civil, reproduzido no 1º número da Revista da Ordem dos Advogados de Pernambuco.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 

CASTRO, Oscar de Oliveira.Vultos da Paraíba. , Rio de Janeiro: Imprensa

Nacional, 1955. 

ODILON, Marcus-Pequeno dicionário de fatos e vultos da Paraíba., Rio de Janeiro: Cátedra, 1984

Revista da Academia Paraibana de Letras, nº 07, João Pessoa: 1960.

 

 

 

 

Add comment


Security code
Refresh