Buscar

Academicos Atuais

Usuários Online

Nº 06 - (PATRONO) ARISTIDES LOBO

 

    ARISTIDES LOBO : Nasceu no dia 12 de fevereiro de 1838 e faleceu no ano de 1896. Era filho de Manuel Lobo de Miranda Henriques e D. Ana Noberta da Silveira , filha do Tenente Coronel Francisco José da Silveira, um dos mártires paraibanos da Revolução de 1817. Passou a infância no Estado de Alagoas, onde estudou e iniciou a sua vida pública, sendo, por este motivo, considerado por alguns biógrafos, natural daquele Estado, equívoco desfeito por Oscar de Castro e Luiz Pinto, que afirmam, bem fundamentados, ser Aristides Lobo paraibano, nascido no Engenho Tabocas, município de Cruz do Espírito Santo . Aristides Lobo bacharelou-se em Direito pela tradicional Escola do Recife. Durante a Monarquia, foi Deputado Geral, de1864 a 1870 e Promotor Público da Corte. Foi Ministro, no Governo Provisório (1889/1890), Deputado à Constituinte, Senador Federal de 1892/1896. Deixou o Partido Liberal integrando-se ao Partido Republicano. Dirigiu o jornal A República, fundado em 03 de dezembro de 1870 e empastelado, em 1873, no momento em que sua equipe festejava a implantação da República Espanhola. No Governo Republicano, Aristides Lobo foi nomeado Ministro do Interior e Justiça, demitindo-se após desentendimentos com o Marechal Deodoro da Fonseca, por estar decepcionado com os rumos que a tão sonhada República estava seguindo. Sendo ele um republicano histórico, político combativo e jornalista inteligente, acima de tudo, sincero e coerente com as suas idéias não aceitava os mesmos erros cometidos no Império e apresentados, agora, sob o nome de República.

 

Dirigiu os jornais: A República, O Republicano, O Íris Acadêmico e O Diário Popular, de São Paulo.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

CASTRO, Oscar de Oliveira. Vultos da Paraíba, Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1955.

Enciclopédia Barsa, vol. 08, 1979.

LOBO JÚNIOR, F. da Silveira. Aristides Lobo e a Revolução de 1817. In: Rev. Do IHGP, nº 10, 1946 

PINTO, Luís.Traços de vidas ilustres. Imprensa Universitária, João Pessoa: 1967.

 

Add comment


Security code
Refresh