Buscar

Academicos Atuais

Usuários Online

Nº 01 - (4º SUCESSOR) JOSÉ NEUMANE PINTO

JOSÉ NÊUMANNE PINTO nasceu em 18 de maio de 1951 – Uiraúna, Paraíba, Brasil.

 JORNALISMO

1968/69 Diário da Borborema, Campina Grande, PB – Repórter

1970/75 Folha de S. Paulo – Repórter

1975/86 Jornal do Brasil – Repórter da sucursal de São Paulo (1975/83) – Secretário de redação (1983) – Chefe da redação (1984) – Repórter especial da sucursal de São Paulo (1985/86)

1986/91 e desde 2012 O Estado de S. Paulo – Editor de política (1986/88) – Editor de opinião (1988/89) – Editorialista (1989/91 e desde 2012)

1991/96 Assessor político e ghost writer do senador José Eduardo de Andrade Vieira, ex-ministro da Indústria, do Comércio e do Turismo e da Agricultura

1994-96 El Nuevo Herald – foi colunista, com um artigo semanal sobre Brasil na edição em castelhano do jornal “Miami Herald”1996-97 e 2004-2006)

Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) – comentarista político e econômico no programete diário “Direto ao assunto”

De 1996 a 2012 – Chefe dos editorialistas do Jornal da Tarde.

Desde1996 Rádio Jovem Pan – comentarista: coluna “Direto ao assunto” no “Jornal da Manhã” e na “Hora da Verdade”

2000 Cineclick – colunista semanal do site, especializado em cinema

 

PRÊMIOS E CONDECORAÇÕES

1975 Prêmio Esso de Jornalismo Econômico (com Maria Inês Caravaggi), pela série “Perfil do Operário Brasileiro Hoje” (“Jornal do Brasil”)

1975 Troféu Imprensa de Reportagem Esportiva (com Paulo Mattiussi), pela reportagem “Éder Jofre e o Boxe Brasileiro” (“Jornal do Brasil”)

2005 Prêmio Senador José Ermírio de Moraes, da Academia Brasileira de Letras, de melhor livro de 2004, com o romance O silêncio do delator, A Girafa Editora.

2005: Troféu Personalidade TV Tambaú. Reportagem biográfica completa da TV Tambaú, sob a direção do jornalista José Vieira Neto, exibida na noite do Prêmio Personalidade TV Tambaú, recebido por José Nêumanne. Para exibição do vídeo clique neste ícone:

2005 O romance O silêncio do delator também figurou entre os 14 finalistas do prêmio de melhor livro de 2003/2004 da Jornada Literária de Passo Fundo (RS), em 2005, vencido pelo romance Budapeste, de Chico Buarque de Holanda.

2005 O romance O silêncio do delator também foi relacionado entre os dez finalistas do Prêmio Literário da Portugal Telecom, de 2005.

2007 (26 de outubro): Medalha José Lins do Rego do Mérito Literário, concedida pela Assembléia Legislativa do Estado da Paraíba.

2008. Homenagem do Conselho de Desenvolvimento Econômico de São Bernardo do Campo. Iniciativa do prefeito William Dib e do secretário de Desenvolvimento e Turismo, Fernando Longo.

2008 (terça-feira 22 de julho): Posse na Academia Paraibana de Letras. Cadeira n. 01, Patrono Augusto do Anjos.

Add comment


Security code
Refresh