Buscar

Academicos Atuais

Usuários Online

Nº 39 - (FUNDADOR) LUCIANO RIBEIRO DE MORAIS

LUCIANO Ribeiro de MORAIS: Nasceu no dia 24 de outubro de 1908, no antigo Sítio Barreiras, atual cidade de Bayeux, e faleceu em 26 de fevereiro de 1966, em João Pessoa. Era filho de João Ribeiro de Morais e de D. Maria da Cruz Morais; casou-se, em 1946, com D.Carmem Arcoverde de Morais, nascendo dessa união os filhos: Heloísa, professora de Língua Francesa; João Leonardo, médico psiquiatra e João Luciano, advogado. Iniciou os estudos, na capital do Estado, prosseguindo no Rio de Janeiro, onde se formou em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, na Praia Vermelha, em 1933. Especializou-se em Psiquiatria e integrou, no Rio, a equipe médica do renomado professor Henrique Roxo. Em 1936, deixa o Rio de Janeiro e vem instalar-se na Paraíba; a pedido do irmão Manuel Ribeiro de Morais, assumiu a Prefeitura de Araruna, renunciando ao cargo para fixar-se na capital, a fim de exercer a sua profissão de médico. Foi Diretor da Colônia Juliano Moreira; Diretor do Departamento Hospitalar do Estado; Diretor do Manicômio Judiciário e Presidente do Conselho Penitenciário. Foi professor-fundador da Faculdade de Medicina da UFPB; e o primeiro professor catedrático da Disciplina Psiquiatria. Paralela às atividade médicas, o Dr. Luciano de Morais dedicava-se à pesquisa literária e ao magistério “Era um homem interdito entre duas vocações: a do cientista e a do homem de letras” (Juarez da Gama Batista, In: Discursos acadêmicos, p.18). Escreveu: Freud e os sonhos; A grandemissão; A personalidade humana dentro das realidades provisórias-. Em elaboração, deixou um ensaio sobre o tema da morte na obra de Augusto dos Anjos. Colaborou em Revistas Científicas, publicando laudos de perícias psiquiátricas.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

BATISTA, Juarez da Gama. Discursos acadêmicos. João Pessoa: UFPB., 1968.

ARQUIVO DA APL.