Buscar

Academicos Atuais

Usuários Online

Nº 31 - (2º SUCESSOR) MAGELA CANTALICE

Geraldo MAGELA CANTALICE.: Nasceu no dia 18 de maio de 1921, em Pirpirituba, Estado da Paraíba e faleceu no dia 24 de setembro de 1996.; filho de João Cantalice da Trindade e de D. Rosa Amélia Cantalice. Era casado com D. Isabel Travisco Cantalice e dessa união, nasceram três filhos: Geraldo, Carlos Alberto e Paulo Roberto. Fez o curso primário na Escola Elementar Mista de Pirpiirituba, influenciado pelo Frei Martinho, seus pais o internaram no Colégio Seráfico Santo Antônio, desta capital, pensando em torná-lo padre; já em 1936, encontrava-se em Rio Negro, no Paraná, estudando no Colégio Seráfico São Luís de Tolosa.. Formou-se em Direito pela Universidade Católica de Salvador, Bahia. Em 1939, consciente da falta de vocação para o clero, deixa o Seminário e segue para o Rio de Janeiro; ingressou na Polícia Militar do Distrito Federal, permanecendo , aí, até o fim da 2ª Guerra Mundial, em 1945, no posto de Cabo de esquadra. Voltou ao seu Estado, instalando-se em Guarabira, assumindo, interinamente, o cargo de Primeiro Tesoureiro da Prefeitura desse município, enquanto aguardava melhores oportunidades. No ano seguinte, optou pelo magistério, abrindo um Curso Particular para preparar alunos ao Exame de Admissão ao Ginásio; por indicação do Vigário de Guarabira passou a lecionar Inglês no Colégio Nossa Senhora da Luz. Transferiu-se para a capital do Estado, onde dirigiu o Instituto Arruda Câmara e fundou o Tabajara Esperanto Klubo, primeiro clube de Esperanto da Paraíba. Em 11948, retornou à capital Federal, como funcionário da Cia. Internacional de Capitalização, depois, nomeado Redator do IBGE, iniciando-se como jornalista profissional, atuando também,nos Jornais Gazeta de Notícias e Diário Trabalhista. Exerceu, ainda, as funções: escriturário da Cia. Siderúrgica Belgo-Mineira; Relações Públicas da Mesbla S/A; funcionário da Panair do Brasil; professor de Direito Romano, Ética e Direito Canônico; Assessor Técnico da Secretaria de Governo do Estado da Bahia, no Governo Antônio Carlos Magalhães. Recebeu o Título de Cidadão Honorário de Salvador , de Itamaraju e do Estado da Bahia; sócio correspondente da Academia Campinense de Letras , do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte e da Academia de Trovas do Rio Grande do Norte. Ingressou na Academia Paraibana de Letras em 26 de maio de 1990, recepcionado pelo acadêmico Manuel Batista de Medeiros. Poeta lírico, Magela publicou os livros de poemas: Folhas de outono; Trevas de luz; Pérolas de amor; Flores da noite; Vozes d`alma; Réstias de Luar; Ecos do silêncio; Festival de solidão; Lição do tempo; Fantasia de palhaço; Taça de cristal; Brinde de amor; Luzeiros da fé (poemas religiosos). Outras publicações: Brasil; Porque não sou comunista (artigos); Brèsil (bilíngüe); Noções doDireito Romano; Influência do cristianismo sobre o Direito Romano; Institutas-sinopse de Direito Romano.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

Arquivo da APL.