Academia Paraibana de Letras

SOLENIDADE MARCA 100 ANOS DA OBRA A PARAÍBA E SEUS PROBLEMAS

A Academia paraibana de Letras, a Fundação casa de José Américo e o Instituto Histórico e Geográfico Paraibano, se reuniram para realizar a solenidade do centenário da obra literária Magna, a Paraíba e seus problemas, do escritor, ex-governador da Paraíba e ex-ministro, José
Américo de Almeida.

O vice-presidente da Academia paraibana de Letras, Francisco Sales Gaudêncio, foi designado para falar em nome da APL.

O vice-presidente do Senado Federal, veneziano Vital do Rego, Também falou na solenidade, destacando a importância da obra de José Américo de Almeida. Na mesa de direção dos trabalho, o presidente da Casa de José Américo, Fernando Moura, o presidente do Instituto Histórico e Geográfico Paraibano, Jean Patrício, a desembargadora Maria de Fátima Maranhão, a desembargadora Agamenildes Dias, o senador Veneziano Vital do Rego e o presidente da Academia paraibana de Letras, Ramalho Leite.

A solenidade marcou o lançamento do Livro Fortuna Crítica, organizado pelo professor Marcos Formiga, da Universidade de Brasília (UnB).
A obra traz artigos de pesquisadores do legado de José Américo de Almeida na Sociologia e nas Letras. O livro tem prefácio de Fernando Moura, presidente da Fundação Casa de José Américo, e Hildeberto Barbosa Filho, acadêmico, poeta e crítico literário.

Reproduzir vídeo