Academia Paraibana de Letras

Como parte das comemorações dos 82 anos de fundação da Academia Paraibana de Letras, aconteceu na noite de terça-feira (12), solenidade em que foram homenageadas grandes figuras de grande relevância para a cultura paraibana, como as atrizes Zezita Matos e Marcélia Cartaxo, o escritor, ator e poeta Waldemar José Solha e o repentista Oliveiras de Panelas, recebendo a Medalha Oscar de Castro do Mérito Cultural. A honraria também se estendeu a instituições que têm se dedicado ao incentivo e valorização da literatura paraibana, como a Editora A União, junto da Ideia Editora e da Livraria do Luiz receberam diplomas em reconhecimento aos esforços dedicados à cultura local.

A solenidade teve início com a entrega dos diplomas às organizações homenageadas. Em seguida, os artistas receberam a Medalha Oscar de Castro do Mérito Cultural. Ao final, o repentista Oliveiras de Panela proporcionou momento de cantoria, dando maior brilha à noite de festa cultural.

De acordo com o presidente da casa, Ramalho Leite, a sessão foi realizada como uma forma de prestigiar aqueles que se dedicam à cultura na Paraíba. Isto porque, sistematicamente, existe uma limitação para se imortalizar pessoas na casa, que conta com 40 cadeiras. Ramalho explicou, ainda, que a Medalha Oscar de Castro é a mais alta comenda da APL. A fundação da APL completa 82 anos. As comemorações pelo aniversário da casa já estão acontecendo desde o dia 22 de agosto, quando houve o lançamento da segunda edição da biografia de Joaquim da Silva, escrita pelo historiador e acadêmico Sales Gaudêncio e na segunda-feira, dia 11, o advogado Solon Benevides lançou, na sede da Academia, o livro “A Constituinte e a Constituição da Paraíba – 1989”, que se constitui em um documento histórico sobre a Constituição do Estado da Paraíba.

Nesta quinta-feira, dia 14, prosseguindo com as comemorações aos 82 anos da APL, serão prestadas homenagens póstumas aos acadêmicos que estariam completando 100 anos de idade neste ano, no Centro Cultural São Francisco, começando com uma missa. São estes os homenageados: o historiador, escritor e político Joacil de Brito Pereira; o professor e cronista Carlos Romero; o escritor Odilon Ribeiro Coutinho; o advogado João Gláucio Veiga, o professor Milton Ferreira Paiva e o jornalista e historiador Waldemar Bispo Duarte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *